As maçãs de uma semente

O plantio é alternativo, mas a colheita é certa



Hoje, pela manhã, a frase do subtítulo deste artigo foi a primeira coisa que ouvi. Isto me foi dito por um empreendedor, vizinho meu. 

“Ainda que qualquer um possa contar as sementes em uma maçã, somente Deus poderá contar o número de maçãs em uma semente.”

Robert H.Schuller

Eu jamais li um livro do autor acima, mas hoje ao pensar em um tema para este artigo, terminei me recordando da frase acima, que já havia escutado em algum momento. 

Tudo, absolutamente tudo, no que diz respeito ao ser humano é relativo. Sendo assim, os resultados de um plantio também passam por essa afirmação.

Vamos olhar o que já dissemos a partir de dois (02) ângulos:

 

Dos Cuidados

Aqui vamos considerar o que no livro F.O.C.C.O. chamamos de aplicação TTI (Tempo, Trabalho e Investimentos)

 

TEMPO

Quanto tempo é necessário para que uma semente de maçã, após plantada, comece a produzir maçãs prontas para o consumo?

Ao fim de 3 a 5 anos a macieira dá frutos e atinge a sua máxima produtividade entre os 10 e os 30 anos podendo continuar a dar frutos até aos 50 anos de idade. É durante a primavera que a macieira produz uma vistosa floração de cor branca.5 de mai. de 2015

www.portaldojardim.com › pdj › 2

 

TRABALHO

O que é preciso para se cultivar maçãs?

Na produção de maçã podemos considerar que há dois aspectos determinantes para que se possa obter um melhor resultado. Sendo um deles sobre o controle do produtor, como o que será gasto e os cuidados tomados. Um fator que não está sob controle é o clima, o qual pode diminuir muito a produção ou qualidade dos frutos, resultando em perdas. 

Fonte: CUSTOS DE PRODUÇÃO E EXPECTATIVAS DE RETORNO ASSOCIADOS A PRODUÇÃO DE UM HECTARE DE MAÇÃ NO PLANALTO NORTE CATARINENSE Bruno Augustin1 Clodoaldo Teixeira da Cruz2 (PDF).

Por se tratar de cultura perene e de polinização cruzada, deve-se consorciar no plantio variedades interpolinizantes. A produtividade média da maçã no Brasil varia de 15 a 30 t/ha de frutos em pomares adultos e conduzidos dentro das modernas técnicas. Essa variação ocorre em função do espaçamento, cultivar e manejo.26 de fev. de 2018

 

O cultivo e o mercado da maçã – Sebrae

www.sebrae.com.br › sites › PortalSebrae › artigos › o-cu..

 

INVESTIMENTOS

O que pode ser gasto com o cultivo de maçãs?

Custo operacional: é o custo calculado em horas por hectare, para plantio e preparo das árvores para a produção de um hectare de Maçã em Mafra – Santa Catarina. 

Na tabela de estimativa de custos 1 para produção para 1 hectare de maçã em dois níveis de produtividade, a quantidade em custos operacionais é a soma de horas de arqueamento, coroamento, raleio e poda devido ao preço da hora ser o mesmo. 

Insumos: são todos os produtos utilizados em um hectare de Maçã para combate e prevenção de doenças, insetos e preparo das árvores para produção. 

O custo dos insumos será levado em conta com a média da região. Sendo os insumos: herbicidas, fertilizantes, inseticidas, fungicidas e outros defensivos. 

Poda: a poda é o ato de cortar galhos que venham a prejudicar o crescimento da planta ou não produziram frutos. O custo médio por hora para poda é de R$ 10,54. 

Roçadas: são as limpezas executadas ao redor do pomar e entre as fileiras da maçã. O custo médio por hora é de R$ 10,54. 

Colheita: trata-se do processo da colheita. Será levado em consideração o custo terceirizado da mão de obra para colheita que é de R$ 84,36 por dia trabalhado, considerando uma jornada de trabalho de 8 horas. Ou seja, o custo médio por hora é também de R$ 10,54. 

Fonte: CUSTOS DE PRODUÇÃO E EXPECTATIVAS DE RETORNO ASSOCIADOS A PRODUÇÃO DE UM HECTARE DE MAÇÃ NO PLANALTO NORTE CATARINENSE Bruno Augustin1 Clodoaldo Teixeira da Cruz2 (PDF).

Nos três (03) pontos considerados foram apresentados algumas argumentações com indicações para que você caro(a) leitor(a), possa tirar suas próprias conclusões.

 

Dos Resultados

Apesar de falarmos especificamente da busca de resultados neste terceiro capítulo, podemos afirmar que assumir riscos e enfrentar responsabilidades são consequências da necessidade dessa busca, independente do motivo. 

Alguns dos possíveis motivos para empreendermos foram citados no primeiro capítulo deste conteúdo: Assumir Riscos. Independentemente dos riscos que teremos que assumir e das responsabilidades que teremos de enfrentar poderemos nos deparar com três tipos de resultados: Pessimistas, Realistas e Otimistas. 

 

PESSIMISTAS

 São os que ficam abaixo do esperado. Tendem à frustação, desapontamento, desânimo e até mesmo à desistência. 

Qual a predisposição necessária para evitar que estes sentimentos se instalem? É necessário estarmos predispostos a uma preparação (qualificação prévia). 

A partir do momento que pensamos em empreender temos que predispor a nos informar, conhecer e experimentar mais sobre negócios. Para isso, foram desenvolvidos os conteúdos de Transformando Atitudes Empreendedoras em Sucesso (TRAES).

 

REALISTAS

São os que ficam dentro do esperado. Tendem à continuidade, manutenção e melhoria em um nível abrangente. A pergunta a ser feita é: Qual a base de estabelecimento desses resultados? Pesquisa, histórico do negócio, projeção de dados, etc. 

É necessário termos uma forma de avaliação de resultados baseada em dados/informações reais e confiáveis. Caso contrário poderemos nos surpreender exageradamente, o que pode causar desequilíbrio e desestruturar, desestabilizar ou impedir a expansão dos negócios. 

 

OTIMISTAS

São os que ficam acima do esperado. Tendem à euforia, empolgação, precipitação, etc. Quantos negócios foram surpreendidos positivamente e usaram essa surpresa de forma negativa por falta de uma preparação (qualificação prévia)? 

Fonte: Livro O7 JOÃOZINHOS 07 MARIAZINHAS – Transformando Atitudes Empreendedoras em Sucesso.

Finalizando, quero deixar aqui o que acredito que é o melhor cuidado em todas as coisas. Isso sim, vai nos levar aos resultados que desejamos, pois independente se são pessimistas, realistas ou otimistas, estaremos prontos a torná-los sempre melhores.


Osmar Marinho

Consultoria Empresarial

Iniciou no SEBRAE, como Técnico estagiário, em 1983, em seguida, atuou como Assistente de RH, Auditoria Interna, Administrativo de Vendas, Coordenador de Vendas, Coordenador de RH, Gerente Administrativo, Gerente Operacional, Consultor Técnico, Consultor de Administração, Consultor Empresarial. Escreveu e publicoui de forma independente os livros CHAMADO PARA VENCER e o 7 JOÃOZINHOS 7 MARIAZINHAS - TRANSFORMANDO ATITUDES EMPREENDEDORAS EM SUCESSO. Seu maior objetivo é cumprir seu juramento de honrar a sua profissão de administrador ajudando a transformar pessoas, empresas e a sociedade, deixando um legado digno de sempre se importar com todos, sem acepção. Linkledin: linkedin.com/in/osmar-marinho-de-santana-21493972




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching