QUAL É O SEU PLANO DE VIDA?

Não faz sentido planejar o ano sem planejar a vida



Você está lendo este artigo em janeiro 2020, mas ele foi escrito em 24 de dezembro de 2019. Pode ser apenas uma reflexão minha, ou um presente para a sua vida.

Mais um ano se encerra, e junto vem um balanço sobre 2019, e também os planos para 2020. Minha proposta é que façamos diferente. Sugiro que façamos um balanço das nossas vidas.

Como tenho vivido até o dia de hoje? A vida que eu levo, se parece com a vida que verdadeiramente desejo? Eu sei o que realmente desejo para a minha vida?

Hoje, com um pequeno click temos a “receita do bolo”, especialistas de várias áreas dão o passo a passo de tudo. Finanças, relacionamentos, emagrecimento, o famoso life style.

Está tudo pronto. A questão é, de nada adianta conhecer um caminho se não sabemos onde queremos chegar. Sucesso é algo muito relativo. O conceito é entendido por cada um a partir dos seus próprios valores.

Quando não temos um plano de vida, o planejamento é algo vazio. Tudo deve ter um propósito.

Vi um documentário hoje, chamado “Os minimalistas”, e num determinado momento, o protagonista diz que seu despertar se deu quando analisou que tinha conquistado tudo o que uma pessoa na sua idade gostaria de conquistar, assim como um colega com o mesmo trabalho, mesmo salário, mais ou menos o mesmo estilo de vida. Porém, não entendia porque este colega era tão feliz e ele não conseguia sentir o mesmo.

Foi então que perguntou ao colega por que era tão feliz, e ele respondeu: “sou feliz porque tenho tudo o que preciso”.

Não vou entrar em detalhes aqui sobre o minimalismo, este não é o objetivo do artigo, mas pergunto a vocês:

Você sabe o que realmente precisa em sua vida?

Vivemos em um mundo de facilidades, ou seja, tudo hoje é muito mais acessível em relação a alguns anos atrás. E isso tem feito de muitos de nós pessoas permanentemente insatisfeitas.

Queremos demais!

Neste documentário, falam um pouco sobre a indústria da moda que antes era feita conforme as quatro estações do ano. Agora, esta indústria trabalha com cinquenta e duas estações. A cada semana há um lançamento, tornando a necessidade de consumo cada vez mais rápida.

O mesmo acontece com inúmeros outros produtos. Estamos sempre querendo mais, mas não sabemos por que e para que.

Com isso, obviamente, nos perdemos no meio do caminho. Nos sentimos mal, ansiosos por algo que nem ao certo sabemos o que é.

Ao fazermos um balanço de nossas vidas, temos a oportunidade de avaliar se estamos no caminho certo, ou se está na hora de refazer a rota.

Pense na sua vida, faça um plano de longo prazo, estipule metas. Confundimos muito objetivo com meta. Objetivo é o destino, é onde queremos chegar. Metas são o caminho, o que devemos fazer para chegarmos ao destino.

Para a criação do seu plano de vida, sugiro que se veja no futuro. “Quem desejo ser daqui a vinte anos?” E aí sim, trace o seu plano. Desenhe o que precisa fazer para se tornar quem deseja ser. Em seguida, dividas estas metas por vinte anos, então saberá o que precisa fazer a cada ano.

Isto mudará sua forma de “virar o ano”, o Ano Novo, passará a ser a continuação do seu caminho. Não terá que traçar um novo caminho a cada 31 de dezembro, nem fazer tantas promessas a cada 01 de janeiro.

O fechamento de cada ano passará a ser um momento de avaliação e ajustes necessários e não um livro em branco para ter que recomeçar novamente.

O fechamento de um ano, deve ser visto sim como um fechamento de ciclo, afinal, é natural gostarmos desta sensação de tomar um fôlego novo e iniciar uma nova etapa. Não venho aqui desencorajar os recomeços, mas sim, venho dizer que todos temos uma história de vida, e que se não soubermos a que viemos, pode ser muito triste chegarmos ao final de nossa jornada e percebermos que vagamos este tempo todo em vão, que chegamos ao lugar errado, ou que não chegamos a lugar algum.

Beijo grande! Tenha uma vida incrível. Ela é o nosso maior presente.


Renata Cunha

Personal e Professional Coach, membro da Sociedade Brasileira de Coaching

Renata Cunha, 39 anos, é membro da Sociedade Brasileira de Coaching (SBCOACHING) desde 2016. É formada em administração de empresas pela Universidade de Taubaté – UNITAU – com pós-graduação em gestão de logística empresarial pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP. 15 anos de experiência em gestão de pessoas. Possui uma carreira sólida na área financeira em multinacionais. O coaching entrou em sua vida quando, informalmente, conheceu o idealizador do Instituto Life Coaching e grande amigo Mario Meireles, que em pouco tempo, a mostrou o caminho para aquilo que viria a ser sua missão de vida. Ele a dizia: “você é coach, só não sabe disso ainda”. Sua missão: despertar nas pessoas o que de melhor possuem dentro de si, e ajudá-las a desabrochar, encontrando seus verdadeiros propósitos. Acredita que a vida é curta demais para ser pequena e que somos grandes demais para não doarmos o nosso melhor ao mundo.




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching