Viver no Presente – Agora eu entendi!

Viver no automático virou um vício. Não percebemos o quanto entramos na roda dos hamsters. Fazendo por fazer, vivendo por viver. Crianças implorando por atenção, relacionamentos rasos, trabalhos sem propósito, mentes ocupadas demais enquanto nosso valioso tempo se vai com o tic tac que não volta atrás.



Certa vez, em um dos cursos que fiz sobre PNL, ouvi de nossa treinadora Sirley Gonzalez a seguinte frase:  – Ao lavar a louça, lave a louça. Confesso que naquele momento a ficha caiu somente pela metade, entendi que se tratava de fazer não importa o que com atenção, mas não interiorizei aquelas palavras como deveria, mas inconscientemente, elas reverberaram em mim por muitos anos. Aquela máxima de que falar é fácil, mas meus talheres continuaram engordurados.

Lembre-se, não é por que alguém ensina que o outro aprende.

Lavar a louça, escutar o podcast da Oprah, postar o café quentinho recém passado e ficar atenta se a cadela já acordou ou não para alimentá-la, é um pretérito bem recente na minha vida. Costumava (e ainda me pego caindo em armadilhas) fazer várias coisas ao mesmo tempo, e quando eu percebi, minha vida estava no automático, e a sensação de “ter” que fazer é cheia de ansiedade, porque parece que nunca é o suficiente, e não é mesmo! Sabe por que? Porque fica mal feito e além do retrabalho de ter que lavar o talher engordurado, vem o pensamento de incapacidade, desatenção, esquecimento e desrespeito consigo. Coisa doida né. Isso tudo é nosso cérebro falante, respondendo aos estímulos que recebe, não importam quais, ele nos obedece, somos nós os criadores da nossa realidade. Sim. E ouvimos tanto isso que parece que a gente aprendeu, só que não, nós simplesmente ouvimos, entra por um ouvido e sai pelo outro. 

 

A LEI DO PRESENTE.

Recentemente, relendo pela vigésima vez o livro de Deepak Chopra, As Sete Leis Universais do Sucesso, me desafiei a praticar cada uma delas por 21 dias, meditar e vivenciar as leis, perceber o efeito delas em minha vida, já que são leis do sucesso, quero que todas as minhas células entendam esse recado tão precioso. E a primeira lei – A lei da potencialidade pura me remeteu aos meus talheres sujos. Só se alcança a potencialidade, com atenção plena. Não sei quanto a vocês, mas as redes sociais me tiram muito a atenção daquilo que é prioridade, e quando vejo, aquele conteúdo importante de início, se transformou em dancinha do TikTok. MEU TEMPO É PRECIOSO! EU ESCOLHO O QUE FAZER COM ELE! E isso tem tudo a ver com a primeira lei. O meu tempo é agora. Quando um grande amigo, um dia me disse que eu não possuía nada, que nada me pertencia, nem mesmo a roupa que estava vestindo era minha, disse a ele que estava errado, que eu tinha sim algo muito precioso, o meu presente momento. Nascemos com três certezas na vida (apud A. Cruz), a da morte, dos impostos e dos talheres na primeira gaveta do armário, que os talheres estejam limpos!

 

COMO CHEGAR LÁ?

Meditação – Lavar as louças é uma excelente forma de meditar! Aquiete a mente, que seja por cinco minutos somente, ouvimos falar tanto disso, por que será? Faça e encontre sua própria resposta. Não é balela, funciona, e está mais do que na hora de nos rendermos de coração á essa verdade curadoura.

Agradecer – Conte suas pequenas benção diárias, o alimento na mesa, um beijo de despedida, a chuva, uma lambida do seu cachorrinho. Somos felizes a todo instante, basta estar presente e dar o devido valor àquilo que realmente merece.

Não julgar – Cada um tem seus motivos para agir como age. O “deixar pra lá” pode salvar muita gente da depressão. Ficar pressupondo pelo outro ou achando o que um deveria fazer ao invés do que fez, é uma tremenda perda de tempo e energia. Vamos olhar para o nosso umbigo.

Natureza – Tudo que é natural salva. Escute o som dos pássaros, a água, o vento… Perceba as cores as seu redor, ande na grama, na terra, na areia. Ingira o natural… Sem nojinho, se entregue, somos parte de tudo isso, se misture com a máxima do Universo. Potencialize-se.

 Independentemente do que desejas, se vai lavar a louça, LAVE A LOUÇA! O encontro com o que desejamos já nos pertence, basta se permitir e abraçar.

 

Sugestão de leituras complementares:

As Sete Leis Universais do Sucesso – Deepak Chopra

O Poder do Agora – Eckart Tolle

Amor Líquido – Zygmunt Bauman

A Insustentável Leveza do Ser – Milan Kundera


Ana Ferrer

Treinadora Comportamental

- Educadora Cultural e empresária no ramo educacional há 28 anos. - Formada em Letras com especialização em Gestão Escolar. - Pós graduanda pela PUCRS em Neurociência e Comportamento. - Positive Coach e Master em Programação Neurolinguística. -Fundadora do Projeto A.Cor.Da! para jovens adolescentes e professores "Busco a felicidade e inspiro pessoas a fazerem o mesmo. Amor próprio, autoconhecimento e aprendizado constante nos levam à plenitude."    




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching