Concepção: o sentimento de falha durante o processo de engravidar

Grande parte das mulheres, desde pequenas, sonham em ser mães e constituir família.



Para uma parte destas mulheres, tudo acontece naturalmente e sem grandes complicações. Para outra parte, há a luta de tentar engravidar e que, por diversas razões, o processo se torna bastante difícil e desafiador. Outra parte das mulheres, optam por não serem mães e são plenamente realizadas com suas escolhas. Neste artigo irei abordar rapidamente o segundo grupo destas mulheres, as que passam por diversos processos, tratamentos e tentativas de conceber um filho. Tendo em vista que, por experiência pessoal, antes de descobrir que tinha um problema de translocação genética (ou seja, um dos meus cromossomos são grudados), vivia em constante sentimento de falha do primeiro ao meu terceiro aborto. Quando começamos o tratamento de FIV aquele sentimento de falha se transformou em constante frustração e sensação de não estar em controle de minha vida. Eu nunca havia imaginado a possibilidade de estar passando por isso.

Como funciona a Fertilização In Vitro e quais as garantias?

Este procedimento foi realizado pela primeira vez em 1978, na Inglaterra, e trazido para o Brasil apenas em 1983. O processo de fertilização é feito com a coleta dos gametas e a fecundação do óvulo é feita em laboratório e posteriormente os embriões são transferidos para o útero da mãe. A espera para saber se o procedimento deu certo costuma acabar em torno de 25 dias e esse sucesso depende de diversos fatores além da idade do óvulo, já que eles nascem com a mulher e passam por envelhecimento assim como ela. As estimativas de sucesso podem variar bastante dependendo do tipo de procedimento, mas em geral são mais otimistas para mulheres com até 35 anos. Para mulheres entre 35 e 38 anos os índices de sucesso caem para 40 a 50%, 30% para mulheres de até 40 anos e depois dos 40 as chances de engravidar passam para apenas 8%. Após os 42 anos as recomendações são de FIV com doadores de óvulos.

Como superar a falha no processo?

É uma característica da sociedade dar às mulheres a impressão de que seu papel fundamental na vida é a maternidade e muitas delas têm o papel materno como a realização de um sonho, então como superar as tentativas infrutíferas de engravidar? O passo mais importante é lembrar que você NÃO é uma fraude e tentar eliminar qualquer sentimento de culpa. Entendo por experiência que pode parecer simples mas não é, mas existem tantos fatores que impactam na tentativa de conceber, aceitar este desafio e encará-lo como uma chance de melhorar sua qualidade de vida, seus relacionamentos e demais áreas da sua vida, podem te trazer mais força para esta fase ser menos sofrida.

Dicas de como amenizar este sentimento durante o processo

O lado psicológico está presente durante todo o processo de tentativa de conceber e de Fertilização In Vitro e, em muitos casos, acaba fazendo com que a mulher se sinta frustrada e parece que tudo vai água abaixo, especialmente sua auto-estima. Algumas dicas que deixo para as mulheres que estão se sentindo desta forma:

1- Crie uma lista de “gratidão”: pense em 3 coisas todos os dias em que você é grata por. Anote e leia esta lista quando se sentir mal.
2- Reconheça e celebre suas realizações: liste suas qualidades, seus sucessos passados, os 3 maiores projetos que realizou na vida, o que você já teve que superar na vida para ter sucesso
3- Tire tempo para fazer o que você gosta: permita-se tempo para relaxar e se reconectar, isto pode ser um hobby ou tratamento de beleza, exercícios, o que te deixa feliz e tira sua cabeça do processo.
4- Escreva um diário: isto reduzirá seu estresse e ansiedade e te desconectará das frustrações. Ele também te ajuda a reconhecer suas forças e pensar em soluções que às vezes não enxergamos no dia a dia, te farão grata por suas realizações.
5- Junte-se a um grupo de apoio: isto te ajudará a entender que não está sozinha nesta jornada e que seus sentimentos são completamente aceitáveis e natural.


Marcela Cotrim

Coach de Fertilidade

Oi eu sou Marcela Cotrim, formada em engenharia pela Universidade de Sao Paulo (USP) com MBA em Sustentabilidade. Passei praticamente minha carreira inteira trabalhando em grandes corporações financeiras internacionais, unindo duas paixões: meio ambiente e relacionamentos. Meu chamado para o Coach de Fertilidade começou ainda no Brasil em 2015 quando, após três abortos, descobri que tinha uma alteração genética e precisaria fazer FIV (Fertilização in Vitro). Me deparei completamente sozinha, estudando absolutamente tudo o que havia a respeito para entender as alternativas, os processos e o que poderia alterar o resultado de cada um deles (engenheira + desespero). Me mudei para os Estados Unidos, continuei o tratamento e para sobreviver a todos os desgastes físicos, psicológicos, financeiros e do casal, minha única saída nesta jornada solitária, era cuidar de mim. Me formei em Nutrição Integrativa pelo Integrative Nutrition school de NYC e me especializei em cuidar das mulheres que estão ou irão passar pelo processo de fertilidade. Criando um ambiente seguro de diálogo e especialmente de cuidados para diminuir a ansiedade e trabalhar o equilíbrio das outras áreas que acabam negligenciadas. Hoje, morando em Londres, no maior centro de especialistas em fertilidade do mundo, é um grande privilégio estar em contato com médicos e profissionais holísticos dessa área e poder levar isto para meu atendimento. Minha maior satisfação é empoderar estas mulheres para que todo desgaste emocional, mental, físico, financeiro não se torne um peso maior e as desestimulem de se cuidar e seguir seu sonho. E existe caminho para tudo! SITE: www.coachfertilidade.com.br




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching