Homeopatia

Entenda como funciona e quais são os benefícios dessa medicina alternativa



Gostaria hoje de falar um pouco sobre minha especialidade, a Homeopatia.

A homeopatia é uma especialidade médica, que utiliza substâncias naturais, altamente diluídas para tratar as doenças. Ao invés de tratar somente os sintomas do paciente, a homeopatia trata- o de forma global, enxerga que todos os órgãos e tecidos apresentam relação entre si, e com o ambiente. A homeopatia trata as causas mais profundas da doença, trata a origem que desencadeia à doença.

Homeopatia deriva da palavra grega “‘homeo”, que significa “semelhante”, e “pahtos”, que significa “‘sofrimento”. Ela opera com o princípio de que semelhante cura semelhante.

Autorregulação

A autorregulação é a capacidade inata que todo ser vivo tem de manter seu organismo em equilíbrio. O corpo humano tem uma consciência, ainda não reconhecida, e é de fato o curador mestre. Nosso corpo foi criado para se autocorrigir, e não devemos colocar tanta química nele.
A alopatia atua diretamente sobre o órgão que está doente, fazendo aquilo que o sistema de autorregulação deficiente não consegue. Já o tratamento homeopático, estimula o sistema de autorregulação com uma “ doença artificial “ semelhante a natural, para que o próprio organismo busque uma solução para o problema.
A alopatia consegue manter a autorregulação artificialmente, mas ela retira gradativamente do sistema, a capacidade de se autorregular ( o que não é usado, atrofia), o que justifica a cronicidade dos quadros, e seu gradual agravamento, além da dependência crescente dos fármacos.

Homeopatia nas Epidemias

Os remédios homeopáticos tem ação curativa e preventiva em doenças epidêmicas. E a forma como é escolhido o medicamento mais adequado durante uma epidemia ou surto é semelhante ao modo como o médico homeopata escolhe um medicamento para um paciente: são analisados os sintomas de vários indivíduos durante a epidemia, compondo um quadro único de sintomas, e um medicamento é escolhido para esse quadro de forma completa. Assim, este medicamento pode ser dado para toda a comunidade, visando a prevenção daquela doença.

Desde a criação da homeopatia, existem relatos e trabalhos documentados que mostram os resultados e benefícios da homeopatia durante epidemias.

A primeira epidemia tratada por Hahnemann ( médico fundador da homeopatia), foi a escarlatina em 1799. Em uma família de quatro crianças, três foram acometidas pela doença, e somente uma que já havia tomado Belladona ( medicação homeopática) por causa de uma afecção em articulação do dos dedos, não foi atingida pela doença. Depois Hahnemann testou a medicação em uma família com oito crianças, onde três foram acometidas pela escarlatina, e de imediato, ele prescreveu às demais crianças homeopatia, e como se esperava, todas as outras cinco crianças não foram atingidas pela doença, apesar do contato contínuo com os doentes.

Foi assim que Hahnemann cuidou da escarlatina na Alemanha no séc. XVIII, da púrpura miliar em 1801, do tifo em Leipizig em 1813, e cólera em 1831, na Europa. Após Hahnemann, em 1854, a homeopatia foi eficiente em epidemia de cólera na Inglaterra. Nos EUA, entre 1862 e 1864, epidemia de difteria: a taxa de mortalidade foi menor nos pacientes homeopáticos. O mesmo ocorreu na gripe espanhola em 1918. Aqui no Brasil, os relatos mais antigos que temos são os das epidemias de escarlatina, no Rio de Janeiro (João Vicente Martins, 1849); febre amarela, na Bahia, que foi chamada pelo povo de “vômito negro” (1850 a 1852); cólera, a partir do Pará (1855), chegando ao Recife, e depois ao Rio de Janeiro; febre amarela também no Rio de Janeiro (1870, 1873, 1875 e 1877); peste bubônica no Rio de Janeiro (1900); varíola na Bahia (1918); e tifo na Bahia, em 1925. Mais recentemente, há registros pormenorizados e divulgados nas epidemias de meningite meningocócica, em São Paulo, e dengue, na cidade de São José do Rio Preto (SP), em 2001.

Em todas essas intervenções, os registros mostram o grande benefício da homeopatia à população, reduzindo as mortes e a intensidade das doenças.

“ Um remédio que é capaz de rapidamente bloquear uma doença em seus primórdios, deve ser seu melhor preventivo.”

Tratamento Homeopático

A homeopatia pode ser um tratamento complementar, como também pode ser um tratamento único. Vejo pacientes que não melhoram com nada que a medicina tradicional oferece, mas na homeopatia encontram sua melhora.

Hoje vejo com carinho, cada queixa peculiar que os meus pacientes apresentam. Na medicina tradicional essas queixas seriam motivo de chacota, mas para a homeopatia são um presente, é o caminho para chegar na essência do paciente.

O homeopata vê o ser humano como um todo, e tenta por meio de medicações homeopáticas, mantê- lo equilibrado.


Dra. Debora Gutierrez

Homeopata Integrativa Adulto e Infantil

Médica formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos ( FCMS) Médica Homeopata pea Associação Paulista de Homeopatia ( APH) Médica Homotoxicologista pela Associação Brasileira de Homotoxicologia ( ABHH) Médica Ayurvédica- Escola Yoga Brahma Vidyalaya CRM 129.673 Consultório Campo Belo Medical Center Avenida Vereador José Diniz, 3457 conjunto 1411 Tel: (11) 5531- 1712 (11) 94117-1712




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching