O bom sexo é uma das ferramentas mais edificantes de um casal

Ter uma relação, seja ela qual for, apenas por preencher um vazio, nos torna ainda mais vazios.



“Sobre o sexo enxergo 2 tipos:

Sexo por necessidade emocional, fisiológica, afetiva: suga sua energia, pois é apoiado em escassez e falta.

Sexo por admiração, amor e afeto: aumenta sua energia, pois é apoiado em suas virtudes.”

Hoje, em casa, tranquila, pensando sobre o que escrever, me deparo com este pequeno grandioso texto do nosso querido Mário Meireles. É nele que pego uma carona para dissertar um pouco mais sobre o assunto sempre tão polêmico que é o SEXO.

O texto me fez lembrar do livro “Conversando com Deus II” que aborda um diálogo sobre preocupações do mundo moderno, entre elas o sexo.

— “Agora eu tenho perguntas sobre política, assim como sobre sexo! Algumas pessoas dizem que são a mesma coisa, que na política tudo o que você sempre faz é…”

— “O Senhor não vai dizer uma obscenidade, vai?”

“E, afinal, você não acha interessante o fato de que uma palavra que alguns empregam no auge de uma paixão para descrever um ótimo sexo, também usam como seu maior insulto?”

“Isso não lhe diz nada sobre o modo como vocês se sentem a respeito da sexualidade?”

Vamos quebrar um pouco o tabu e falar com carinho sobre sexo?

Acredito que a maioria dos adultos sexualmente ativos já tenha passado por ambas as situações descritas pelo Mário. 

Vou dizer do meu sentimento e vocês reflitam sobre os seus. Na primeira situação, rola uma “ressaca” no dia seguinte. Este lance de energia faz todo o sentido. Enquanto, na segunda situação, há uma sensação de renovação, vitalidade. 

No texto do post no Instagram, Mário ressalta que é na intenção que o sexo acontece e é nesse campo íntimo que você diz se o sexo será algo para suprir o que falta neste mesmo íntimo, ou se é uma devoção ao outro. Se você está tirando ou adicionando.

Não estou aqui para julgar. Qualquer comportamento é aceitável, desde que com o consentimento mútuo dos envolvidos. O que proponho como reflexão é: “Você deve ser sensível a isso. Deve ficar muito consciente. Deve ficar sempre do lado do amor (próprio e ao próximo)”.

Já falei em outros textos sobre toda a liberdade que temos e, a cada dia nos tornamos mais donos de nossas atitudes onde junto estarão sempre as consequências.

Somos, muitas vezes, tomados pelo calor do momento. Concordo parcialmente que pode ser melhor nos arrependermos por algo feito, àquilo que deixamos de fazer. Mas a proposta aqui é olhar para dentro. É cuidar da sua energia e também da energia que transmite à outra pessoa.

Há pessoas que pouco se importam com o que escrevo aqui, e as respeito. Então, se você chegou até aqui nesta leitura, sugiro que pense sobre sexo de uma forma mais ampla. 

Seja mais sensível. Avalie o que sente antes, durante e depois. Seja sincero. E tudo bem com o que você sentir. Não será um pervertido(a) se a energia for legal mesmo num sexo casual. Não existe certo ou errado, existe intenção, energia. E não existe energia boa ou ruim. O que existe é energia. Certas coisas nos enchem dela, outras nos consomem. É sobre isto que estou falando.

As relações de sucesso são aquelas que agregam. 

Beijos


Renata Cunha

Personal e Professional Coach, membro da Sociedade Brasileira de Coaching

Renata Cunha, 38 anos, é membro da Sociedade Brasileira de Coaching (SBCOACHING) desde 2016. É formada em administração de empresas pela Universidade de Taubaté – UNITAU – com pós-graduação em gestão de logística empresarial pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP. 15 anos de experiência em gestão de pessoas. Possui uma carreira sólida na área financeira em multinacionais. O coaching entrou em sua vida quando, informalmente, conheceu o idealizador do Instituto Life Coaching e grande amigo Mario Meireles, que em pouco tempo, a mostrou o caminho para aquilo que viria a ser sua missão de vida. Ele a dizia: “você é coach, só não sabe disso ainda”. Sua missão: despertar nas pessoas o que de melhor possuem dentro de si, e ajudá-las a desabrochar, encontrando seus verdadeiros propósitos. Acredita que a vida é curta demais para ser pequena e que somos grandes demais para não doarmos o nosso melhor ao mundo.




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching