Como sair do efeito sanfona nas finanças? Especialista dá sugestões

Planejador aconselha pensar na aquisição de um bem material ou serviço mais em como que aquilo pode facilitar as tarefas do dia a dia, e não no status



É comum encontrar alguém preso no chamado “efeito sanfona” das finanças. Cada vez mais pessoas voltam a ficar endividadas logo depois de achar que reencontrou o status de equilíbrio financeiro. Elaborar um planejamento, portanto, pode ser uma solução bem efetiva. Ao menos, é o que Jailon Giacomelli, da Par Mais, defende.

Antes de mais nada, para a criação de um bom planejamento, a família precisa mudar a forma como enxerga o dinheiro. Se gastar de uma só vez o que conseguiu guardar ao longo do tempo, é bem provável que as dívidas voltem.

O planejador aconselha pensar na aquisição de um bem material ou serviço mais em como que aquilo pode facilitar as tarefas do dia a dia, e não no status.

“Esse processo exige muito esforço e privações”, comenta Giacomelli. “Além disso, nosso cérebro imediatista não está preparado para lidar com essas mudanças”.

Dedicação é outra peça-chave para o controle de despesas. Siga à risca as metas de orçamento mensal e assim você se verá afastado do efeito sanfona.

Diana Cheng

Portal Money Times





Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching