Comunicação Assertiva

Como a comunicação impacta na liderança



A comunicação é uma competência fundamental para um líder, porém ser um bom comunicador pode não ser tão fácil quanto parece. Nas empresas aonde trabalhei, convivi com gestores que realmente não conseguiam se comunicar adequadamente com sua equipe. Uns eram introspectivos, outros tímidos ou péssimos oradores. É através da comunicação que um líder vende uma ideia, motiva os colaboradores e repassa o conhecimento, por isso, a importância de saber se comunicar. Mas então o que é ser um bom comunicador? E como uma pessoa pode desenvolver essa habilidade? Para responder essas duas perguntas vamos compreender o conceito de comunicação assertiva e o que isso representa na liderança.

O QUE É COMUNICAÇÃO ASSERTIVA?

Para entender o que é comunicação assertiva, dividi este conceito em dois, que se os compreendermos separadamente, torna-se mais fácil desenvolver uma ótima comunicação. São eles: comunicação clara e comunicação objetiva. Comunicação clara é basicamente se fazer ser entendido. Muitas vezes criticamos alguém por não entender aquilo que falamos, mas será que nos fazemos ser entendidos? Se comunicar de forma clara é falar com clareza, ou seja, sem ruídos, seja por usar um linguajar desapropriado, vícios de linguagem, falar rápido ou devagar demais. E a comunicação objetiva é falar com propósito, ou seja, falar direcionado para o que a pessoa precisa ouvir. É também a capacidade de síntese, falar apenas o que deve ser dito, nem mais e nem menos.

COMO DESENVOLVER A COMUNICAÇÃO ASSERTIVA

Para obter uma comunicação assertiva devemos nos preocupar não só com a linguagem verbal, ou seja, com as palavras, mas também com a linguagem não verbal, que são os nossos gestos e a forma como nos comunicamos. Albert Mehrabian, em sua teoria chamada Mensagem do Silêncio, constatou que a mensagem na comunicação é transferida na seguinte proporção: 7% de forma verbal, 38% vocal (tom de voz, velocidade e ritmo), e 55% não verbal. Como exemplo disso, imagine um gestor em uma reunião com sua equipe sobre as metas da empresa, falando de cabeça baixa, olhando para o chão, braços para trás e falando baixo. Difícil imaginar que ele tenha muito sucesso em explicar as metas e motivar a equipe para atingi-las. Portanto, devemos nos preocupar mais com nossa linguagem corporal, como: postura ereta, tom de voz confiante, gesticular enquanto fala, contato visual forte e expressão facial. Lembrando que, para desenvolver uma ótima linguagem corporal é necessário pratica constante. A comunicação nas empresas também é feita por meio tecnológico, como e-mails, ligações e WhatsApp. Neste sentido, é fundamental saber utilizar a melhor forma de se comunicar, para ser mais assertivo. Com isso, pode-se evitar aquelas reuniões que poderiam ter se resumido em apenas um e-mail, ou então evitar diferentes interpretações de determinada instrução. Imagine por exemplo um gestor enviando uma mensagem no WhatsApp sobre uma tarefa de extrema importância, cobrando e instruindo. Neste caso, talvez a melhor maneira de instruir e explicar a importância da tarefa, seja o contato pessoal, olho no olho. É importante então, saber identificar o melhor meio de expressar determinada mensagem.

COMUNICAÇÃO NA LIDERANÇA

Os grandes líderes são, além de outras qualidades, grandes comunicadores. Como exemplo temos Barack Obama, considerado um dos melhores oradores do mundo, e Jack Welch, que foi considerado o maior CEO do século XX e referência mundial em liderança. O líder não está relacionado no que ele fala ou no que ele tem, mas sim no que ele é, e neste sentido, para melhorar a habilidade de comunicação é necessário prática para usar todos esses fatores da linguagem de forma hábil e natural. Com isso, ter a inteligência política de saber usar o argumento certo, no momento certo, para a pessoa certa e da melhor maneira.


Gabriel Lopes

Profissional de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas

Atua na área de gestão de pessoas com: capacitações,  treinamentos e desenvolvimento de lideranças. Além disso, cursa especialização Black Belt em Lean Six Sigma, para otimização de processos.

Sua carreira profissional iniciou em uma multinacional italiana, onde teve a oportunidade de liderar uma equipe, implementar projetos e comandar o planejamento industrial da empresa. Neste período, através de um mentor dentro da Organização, despertou o interesse por liderança e gestão de pessoas. Seu objetivo profissional é auxiliar executivos, gestores e jovens profissionais, a se desenvolverem como líderes.




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching