Resiliência para empreendedores: a arte de lamber feridas

Não há lugar para os fracos no mundo do empreendedorismo. Todo empreendedor, sem escolhas, é ou será um sujeito calejado.



Veja os exemplos. O best-seller Tim Ferris ouviu não de 25 editores até ter seu livro “Trabalhe 4 Horas por Semana” publicado.

Não há lugar para os fracos no mundo do empreendedorismo. Todo empreendedor, sem escolhas, é ou será um sujeito calejado.

Veja os exemplos. O best-seller Tim Ferris ouviu não de 25 editores até ter seu livro “Trabalhe 4 Horas por Semana” publicado.

Os pesquisadores identificaram que muitos empreendedores passaram por um processo de trauma na infância (Steve Jobs foi adotado, por exemplo), sentiram suas consequências, passaram por um período de ressignificação e desenvolvimento de resiliência.

A partir daí, fatores internos como a falta de reconhecimento, sentimento de rejeição e injustiça moveram o empreendedor para encontrar o seu propósito maior.

Somando a fatores externos – como oportunidades de mercado – temos como resultado a busca do empreendedor em superar os valores perdidos durante o seu trauma, diz o estudo.

Maluco isso, né? Mas faz sentido…

E novamente a resiliência se torna peça fundamental dessa engrenagem. Pois ela alimenta todo o ciclo de ressignificação e busca de propósito.

Por isso, ela e o empreendedorismo se tornam faces distintas de uma mesma moeda.

Portanto, se você quer se tornar um empreendedor de sucesso, que tal olhar para suas feridas antes? Eles poderão ser o combustível da sua jornada.

 

Por: Vinicius Aguiari – Portal Money Times





Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching