Tudo é um contrato, pode acreditar!

Nosso currículo! Nossa história!



Em maio de 2001, há vinte (20) anos atrás, recebi uma proposta de trabalho temporário, pois os contratos na construção civil são por cada obra.

Aqui quero agradecer a Deus, pela maravilhosa oportunidade que me concedeu através do meu primo e engenheiro civil, Astrogildo, que não somente me ofereceu a vaga de técnico de fiscalização, mas digitou o meu currículo.

Hoje, ao escrever esse artigo, por incrível que pareça, estou olhando para uma cópia impressa, daquele currículo, em cima da minha mesa.

Foi a partir daquela oportunidade que comecei a escrever meu primeiro conteúdo: Administração para todo tipo de negócio.  

Aproveitando oportunidades e possibilidades

Em 1983, assinei meu primeiro contrato de estágio no Ceag-Ba, atual Sebrae. Cumpri meus dezoito (18) meses e em seguida fui trabalhar em uma empresa onde atuei como assistente de recursos humanos, de auditoria interna e administrativo de vendas.

Pedi demissão e fui atuar como coordenador de vendas em outra empresa. Com sete (07) meses a empresa quebrou (faliu) e fiquei desempregado.

Recomecei como balconista de farmácia na empresa que pedi demissão. Logo, ao ter vencido o primeiro período do contrato de experiência, consegui uma vaga como coordenador de recursos humanos e mudei de empresa.

Nesta oportunidade, estávamos realizando um excelente trabalho, mas a empresa teve que reduzir o quadro de funcionários pela metade, ou seja, tive que demitir 100 funcionários.

Fiquei abatido e pedi que fosse demitido, também. Assim aconteceu. Estava na Bahia, então, voltei para o Rio de Janeiro e com cerca de quatro (04) meses, estava embarcando no aeroporto Santos Dumont, para São Paulo, para iniciar no programa de Trainee de gerente, de um grande Banco. 

Com o plano Collor, fui demitido do Banco e voltei para Bahia, onde atuei como assistente de direção. Mais uma vez, por questões familiares tive que retornar ao Rio de Janeiro e fiquei na atividade informal por alguns anos, até que chegou ao momento que me referi no início deste artigo.

Atendendo necessidades e desejos

Muitas vezes, não queremos, mas vamos, não gostamos, mas fazemos, não sabemos, mas realizamos, etc. somos movidos por necessidades e desejos nossos e dos outros.

Na realidade, eu não queria deixar a minha atividade informal. Tinha construído uma clientela e me sentia bastante à vontade com aquele negócio.

No entanto, cedi. Hoje, posso dizer que foi uma escolha acertada. Havia ali uma necessidade e também um desejo do meu primo, citado no início, em me ajudar.

Após cinco (05) meses, como técnico de fiscalização de obras, me desliguei e fui oferecer meus serviços de consultoria a um fornecedor de tubos de concreto que tinha uma necessidade e havia manifesto o desejo de ter um profissional com minhas qualificações, em sua empresa.

Firmamos um contrato de prestação de serviços, de um (01) ano, só que no quarto mês, em função do trabalho e dos resultados, recebi uma proposta para assumir uma gerência.

Após dois (02) meses aceitei aquela proposta e naquele mesmo ano ganhei como parte do novo contrato, como gerente operacional, um carro seminovo em meu nome, além de todas as vantagens adicionais recebidas. 

 Enfrentando obstáculos e desafios

Após um ano e seis meses, entendi que deveria voltar a condição de consultor, por ter alcançado os objetivos propostos e por desejar começar a escrever.

Então, propus uma mudança de contrato, que foi aceita, e voltei a ser consultor empresarial, mas não durou muito. Com quatro (04) meses fui dispensado.

Desde que entrei nessa empresa, tratei com o empresário diretor geral, que me contratou, que após cumprirmos nosso objetivo (certificar a empresa) voltaria para condição de consultor e ele me ajudaria a montar um escritório de distribuição de produtos. 

Montei uma proposta com o percentual de participação de cada um, mas ele pulou fora. Esse, sem dúvida, foi o primeiro obstáculo.

Estava sem contrato e sem parceiro. Vendo que as coisas ficaram estreitas, encerrei o conteúdo que havia iniciado e partir para buscar a renda de subsistência.

Como já sabemos, uma crise puxa outra. Veio a crise do casamento, da saúde, das finanças, etc. ou seja, uma crise geral. No entanto, olha eu aqui, escrevendo este artigo. Significa que sobrevivi. Mas não foi a minha força, nem a minha fé, mas a grande misericórdia, bondade e promessas de Deus na minha vida.

 Transpondo limites e marcas

Aqui, quero começar com o verso bíblico que diz: Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança (porque é melhor o cão vivo do que o leão morto) Eclesiastes 9.4

Era a hora de recomeçar. Voltei a atividade informal na madrugada, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Recebi uma proposta de um porteiro, para assumir o seu lugar, aceitei.

No sétimo mês, fui promovido a consultor técnico. Elaborei e implantei o programa de recuperação de crédito. Após um ano e meio recebi uma proposta para voltar para Bahia, para ser consultor empresarial.

Voltei para Bahia. Casei com uma colega de empresa e escrevi meu primeiro livro, CHAMADO PAR VENCER. Publiquei, de forma independente, e vendi 500 exemplares para a empresa que trabalhei no Rio. Fui convidado, em função do livro, a voltar para essa empresa, agora para trabalhar na matriz, em São Paulo, como consultor empresarial.

Em cerca de nove (09) meses, preparamos a empresa para o balanço auditado e para certificação ISO 9001. Mais uma vez, por razões familiares, voltei para Bahia. 

Estabelecendo novos territórios

Em 2017, lancei, também, de forma independente, o livro O7 Joaoznhos) 07 Mariazinhas – Transformando Atitudes Empreendedoras em Sucesso.

É muito provável que este artigo seja publicado no mesmo momento em que o meu livro FOCCO estará sendo lançado pelo Instituo Life Coaching.

Nos últimos quatro (04) anos, por necessidade e desejo, tenho trabalhado diretamente na atividade autoral, (escrevendo frases, textos, artigos, livros, etc.) com a ajuda de minha assistente, Luiza Marinho, que, também, tem a grande missão de ser minha esposa.

Em 2019, comecei um trabalho na rede profissional Linkedin, onde tinha 67 conexões e hoje conto com rede de cerca de 30.000 conexões.

Ainda em 2019, estive em São Paulo de uma forma muito especial e estabeleci um contato com Mário Meirelles (Fundador) e Hellen Mendes (Coordenadora), do Instituto Life Coaching, e começamos um trabalho que resultou em um contrato para publicação do livro FOCCO.    

O contrato principal, é a nossa palavra.

Contrato, trato, combinação, acerto, etc., todos passam pela mesma coisa: A palavra. 

Por mais rigoroso e formal que seja um contrato, ele tem, antes de tudo, a palavra que cada pessoa deu. É muito bom podermos honrar a nossa palavra, ainda que tenhamos algum tipo de dano.

Seja colaborador, empresário, parceiro, empreendedor, cliente, fornecedor, etc., todos devem buscar um compromisso autentico e legitimo com sua palavra, pois nela está a garantia do que fora contratado.

 Osmar Marinho

Consultor Empresarial e de Empreendedorismo

OSMARNATUS CONSULTORIA

 


Osmar Marinho

Consultoria Empresarial

Iniciou no SEBRAE, como Técnico estagiário, em 1983, em seguida, atuou como Assistente de RH, Auditoria Interna, Administrativo de Vendas, Coordenador de Vendas, Coordenador de RH, Gerente Administrativo, Gerente Operacional, Consultor Técnico, Consultor de Administração, Consultor Empresarial. Escreveu e publicoui de forma independente os livros CHAMADO PARA VENCER e o 7 JOÃOZINHOS 7 MARIAZINHAS - TRANSFORMANDO ATITUDES EMPREENDEDORAS EM SUCESSO. Seu maior objetivo é cumprir seu juramento de honrar a sua profissão de administrador ajudando a transformar pessoas, empresas e a sociedade, deixando um legado digno de sempre se importar com todos, sem acepção. Linkledin: linkedin.com/in/osmar-marinho-de-santana-21493972




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching