Estratégias emocionais anticrise

Finalmente o método comprovado para sair da pandemia de coronavírus melhor do que entrou, sem desperdiçar tempo, dinheiro ou até mesmo perder seu casamento



Aplique essas cinco estratégias anticrise infalíveis e veja sua vida alavancar no amor, na carreira e na saúde

Maior do que todo o caos na saúde e na economia que ocorre atualmente em meio à pandemia de coronavírus (COVID-19), existe uma guerra ainda maior no íntimo das pessoas, uma guerra silenciosa, psicológica, repleta de dilemas e incertezas. 

Devido à influencia negativa dos padrões limitantes de suas crenças, emoções tóxicas, bloqueios profundos e memórias registradas em seu passado, estes receios afloram uma necessidade eminente de garantir apenas sua sobrevivência e te impedem de acreditar que é capaz e merecedor (a) de aproveitar essa crise para realizar mudanças significativas em sua vida, manifestar seus sonhos e criar a vida que deseja, a partir da identificação de todo lixo emocional que vem carregando há anos, no piloto automático, subjugando quem você nasceu pra ser, fazer e ter. 

Por que é importante você ler esse artigo até o final? Porque ele pode ser a luz no fim do túnel para você ou para alguém que conheça que está em busca de socorro, tentando encontrar um fio de esperança para que esse ou qualquer outro período de crise emocional, na saúde ou financeira termine logo.

Numa série de artigos, dividirei com você estratégias que, se aplicadas imediatamente, te ajudarão a sair das crises pelas quais passa hoje, reprogramando em você uma atitude mais positiva imediata, a ser experimentada se fizer os exercícios simples que te ensinarei. E o melhor: sem gastar nada além de papel, caneta e uma profunda reflexão. Esse é o preço você irá pagar agora se estiver disposto a mudar sua história e materializar seus sonhos mais secretos.

Reflita comigo. Enquanto há pessoas refugiando-se em casa, por medo do adoecimento, por outro lado, o medo é do endividamento, da falência, do desemprego, da miséria ou até mesmo de conflitos familiares. Isso é preocupante porque estudos comprovam que atritos por problemas financeiros provocam ainda mais desgaste emocional nas famílias e são responsáveis por cerca de 90% do rompimento nos casamentos.

Enquanto algumas famílias estão aproveitando esse momento para criarem acordos e estreitarem seus laços, em outras, muitos casais não têm resistido à proximidade em tempo integral. Exemplo disso: na China, onde começou a pandemia, o confinamento tem causado número recorde de divórcios. 

Considerando que são problemas tão subjetivos, desafiadores, você pode estar pensando: “Será que essas estratégias que você vai me ensinar funcionam?”. A resposta é: funciona apenas  para aqueles que estão dispostos a seguir simples instruções e tem humildade o suficiente para olharem para o espelho e abrirem mão de suas dores de estimação, deixando de carregar lixo para carregarem sonhos! E por que posso garantir isso? Porque apliquei em mim e centenas de meus alunos também aplicaram. 

Há quatro anos, eu estava vivendo um profundo abismo emocional: diagnosticada com depressão. Medicação e psicoterapia pareciam não fazer efeito; trabalhava 12h/dia num emprego público federal que já não fazia mais sentido; não tinha tempo e nem condição psicológica para assumir meu papel de mãe e assim terceirizava a educação do meu filho; relacionamento conjugal conturbado por dívidas e falta de diálogo para alinhar nossos dilemas pessoais e profissionais.   

Como transformei minhas adversidades para me tornar uma mãe, esposa e profissional melhor, exonerando um cargo público federal para me tornar mentora de pessoas que buscam alta performance no amor, na carreira e na saúde? 

Investi muito tempo e dinheiro fazendo vários cursos, busquei vários mentores, mas vou te ensinar cinco estratégias simples e de graça que apliquei para resgatar minha identidade, capacidade e a certeza de ser merecedora de construir para mim e minha família uma vida melhor.  Elas me direcionaram a viver meu real propósito que é transformar vidas. E hoje as ensino aos meus mentorados, os quais tem colhido grandes transformações em curtíssimo espaço de tempo, apenas reprogramando sua maneira de pensar, sentir e agir. 

Atenção para a quinta estratégia que é a mais importante! Pode ser que você não goste por ser simples demais, mas posso te garantir que são poderosas e são a melhor vacina para te imunizar em meio a qualquer crise pela qual esteja passando. 

Preparado (a)?

Se pudesse, eu escreveria um livro inteiro aqui rss, mas como minha coluna tem limite de palavras, nesse artigo falarei apenas da primeira estratégia e você poderá continuar me acompanhando nos artigos seguintes para conhecer os passos dos próximos capítulos.

Então vamos começar pelo início. Nada mudará na sua vida se não aplicar essa primeira e poderosa estratégia. 

 

1) Reflita sobre a direção na qual sua vida está indo

Imagine que você esteja dentro de um navio, em meio à tempestade. Qual a sua atitude? Você está desesperado, olhando para o vento, para a turbulência do oceano, para as rochas do fracasso que se aproximam? Ou está no leme do barco, direcionando a rota com clareza de onde quer chegar?

Tanto um dia lindo e ensolarado, como um dia de mar agitado chega para todos. Mas o que importa não é se faz sol ou chuva, e sim sua atitude! Dez por cento é o que acontece, mas 90% é o que fazemos com aquilo que acontece. 

Entrei em profundo estresse, angústia, frustração no trabalho, culminando em depressão porque estava olhando para o lugar errado. Quem se dedicou 15 anos da vida estudando para passar naquele concurso? Quem havia escolhido estar ali? Eu ou os meus chefes e colegas de trabalho?  Quem havia escolhido se casar e ser mãe? Tudo foram decisões minhas. Mas será que estavam “erradas”? Ou eram oportunidades disfarçadas de fracasso?

Permiti-me assumir a auto responsabilidade pelas escolhas que havia feito e analisei a vida das pessoas que se aposentavam no trabalho que eu estava. Também me atentei a ouvir o lamento das mães e os relatos de seus filhos já crescidos, cuja educação e cuidado foram terceirizados em virtude da necessidade de os pais trabalharem fora para proverem o sustento da casa. Refleti sobre os desfechos de várias amigas com vários casamentos frustrados, onde divórcios não melhoraram em nada suas vidas. Acabavam caindo nas mesmas ciladas, atraindo infelicidade, dividindo a guarda dos filhos e assim, frustração atrás de frustração, passavam a acreditar que casamento não passava de uma instituição falida. 

Não gostei nada do que vi, ouvi e senti ao me projetar mentalmente alguns anos à frente. O futuro que me aguardava era de mais frustração, angústia, escassez e solidão. 

Decidi que não seria essa a história que iria contar da minha história e decidi assumir o controle, trabalhando na causa dos problemas: eu mesma, tirando de mim as armaduras do ego, através de um mergulho profundo no autoconhecimento. 

Não sei se você enxerga a profundidade disso, por isso sugiro que pare um momento! Vou te ensinar agora a imergir dentro de si mesmo (a) e encontrar aí os recursos que precisa para mudar sua rota, assim como eu mudei e meus mentorados também vem mudando.  Vamos juntos (as), fazer um exercício de alinhamento sistêmico?!

Fique tranquilo (a) porque é rápido e muito simples, mas com resultados imediatos e profundos. Topa? Se sim, siga o passo a passo abaixo. 

  1. Comece pegando duas folhas de papel tamanho A4. 
  2. Em uma folha enumere de 1 a 20 ou quanto for necessário. Divida a outra folha em duas colunas, fazendo um risco na posição vertical. Coloque em uma coluna o título: “O que eu não controlo (NC)”, e na outra coluna lateral escreva: “O que eu controlo? (C)”. 
  3. Sente-se de forma ereta e respire profundamente até que sinta seu coração e sua mente se aquietarem. 
  4. Imagine que todos os desafios que atormentam seus pensamentos e emoções estão ao seu redor. Diga para si mesmo (a): “eu estou no controle e consigo olhar por cima desse furacão pelo qual minha vida parece estar agora”. 
  5. Imagine-se sendo tomado (a) por uma forte luz, que te tira do meio desse furacão e te faz olhar essa situação por cima. Esforça-te e seja corajoso (a), é o que diz a voz que você escuta dessa luz. Ela te encoraja, ela sabe que você chegou ate aqui porque faz parte dos 3% das pessoas que olham a vida de cima. Se você se permitir, e fizer esse exercício, já estará melhor que 97% das pessoas ao seu redor, que nesse exato momento, estão tomadas por uma epidemia de medo e ansiedade em relação ao futuro, mas não conseguem encontrar uma saída e estagnam. 
  6. Por cima de tudo isso, numa posição mais elevada, neutra, sem emoção ou justificativas do ego, liste na primeira folha tudo o que te gera angústia. Esvazie toda a sua mente das pendências, incertezas, medos, problemas que te geram preocupação. 
  7. À medida que coloca tudo isso no papel, perceba que o furacão vai se desfazendo e agora ele está preso nessa folha de papel que está na sua mão.  Você assumiu o controle e está agora maior que ele.
  8. Olhe para cima, se firme na forte luz acima de você e respire profundamente sempre que as emoções tentarem te abalar. Retorne ao exercício e classifique essa lista com as siglas  NC ou C, conforme mencionei no item b. 
  9. Na segunda folha, reescreva cada item listado da primeira folha em uma das colunas NC ou C, um abaixo do outro, respeitando um item por linha.  À medida que lista NC ou C numa coluna, a outra coluna deve ficar em branco.
  10. Observe suas anotações e mensure os itens que você escreveu.  Avalie se você está olhando mais para o que controla ou para o que não controla? Se a lista dos itens C é maior que do lado NC, parabéns. Mas se o contrário ocorrer, se esforce ainda mais porque esse exercício será ainda mais transformador.
  11. Agora, aplicando o princípio de autorresponsabilidade, olhe para a coluna NC e crie o antídoto! A vacina está nas suas mãos. Imagine que, até então, estava olhando para um copo com água pela metade e percebendo que ele está meio vazio (NC). Escreva agora motivos pelos quais pode olhar para ele meio cheio (coluna C).
  12. Respire profundamente e diga para si mesmo: eu estou no controle da minha vida! Sucesso é uma decisão e eu escolho deixar de ser a vítima para me tornar o protagonista da minha história. Escolho olhar o copo cheio, tomar o leme do barco da minha vida e me desviar das rochas do fracasso que estão na beira do caminho. 
  13. Separe a coluna NC, rasgando-a. Pense nela cerrando seus punhos, contraindo e aproximando seus olhos,  ativando uma ira dentro de você, como se dissesse BASTA para a vitimização, percebendo-se maior do que os problemas que descreveu. Amasse  com força esse papel e considere queimá-lo se achar conveniente, determinando para si mesmo que a partir de agora irá ativar seu poder pessoal para resolver seus problemas ao invés de continuar escravo deles.
  14. Considerando aquilo que está no seu controle fazer, crie um plano de ação para começo imediato, inspirando a força e coragem que vem dessa luz!

Imagine que, tudo que listou na coluna NC está fora do barco e, por mais desejo que tenha para ver essa tempestade passar, muitas coisas você não controla. Como agir então? 

Foque naquilo que você controla (coluna C), investindo tempo e energia para pensar, sentir e agir em prol daquilo que te fará assumir o leme e o controle do seu barco.

E o que fazer com o que não controlo? Como não temer aos ventos fortes, ao frio, a chuva, as rochas no caminho? 

Entregue tudo que está na coluna NC nas mãos dAquele que dá ordens para o mar e a tempestade se acalmar. O Criador é seu aliado. Importa agora é você compreender que todos os recursos que precisa para mudar sua história Ele já colocou dentro de você e, a tempestade não passa enquanto você não aprender a usá-los. 

Você não chegou nesse artigo por acaso. A todo instante há mensageiros para te aconselharem e te mostrarem que é Ele e não você quem tem o poder de acalmar a tempestade. 

A tempestade passa quando você entende que não está “perdendo”, mas sim aprendendo a usar as armas que Ele já confiou a você: os princípios sistêmicos da vida, e colocou a natureza aí, como uma sábia professora a te mostrar como são os ciclos da vida. 

Como bem descrito em Eclesiastes 3, há um tempo determinado para cada coisa. Tempo de chorar, tempo de sorrir; tempo de plantar, tempo de colher. Essa crise pode estar sendo para você um momento de choro e doloroso plantio. Mas, a paciência, aliada ao esforço, à resiliência e ao bom animo, são a chave da porta que você transpassará quando vencer essa tempestade, chegando do outro lado muito melhor, sendo capaz de compartilhar com muitas pessoas esse seu aprendizado e crescimento.

Mude a rota agora criando um plano de ação no lugar da lamentação; alimentando o foco de se tornar protagonista de sua história ao invés de vítima das circunstâncias. Vítimas nunca vencem! Ninguém pode mudar ninguém além de si mesmo. 

A transformação no meu casamento, na minha relação com a maternidade, a construção de uma nova carreira onde me sinto mais feliz, recompensada e capaz de gerar mais valor na vida de outras pessoas só aconteceu quando tracei o plano de olhar para dentro, de eliminar meu ego, sendo autorresponsável. Pude ser grata por tudo que eu já tinha, enquanto corria atrás do que eu desejava.  Olhei para o que as pessoas ao meu redor tinham de bom, ao invés de focar apenas em suas limitações, que eram projeção da minha própria criança interior ferida. Assim deixei o caminho da mulher rixosa para trilhar no caminho da mulher sábia, aquela que edifica sua própria vida e a sua casa; que conhece sua real identidade e deixa brilhar seus dons e talentos em prol de uma causa maior que ela mesma. 

Deus te chamou para algo maior que você e hoje te encoraja a ser forte e corajoso, te dizendo: Não temas, crê somente. Ele enviará mentores para te guiarem segundo o propósito do seu coração, com ciência e inteligência (Jeremias 3:15). Mas lembre-se que Deus é Deus do impossível. O possível está nas suas mãos! Você não é escravo de ninguém. Não negligencie seu livre arbítrio pois para a liberdade que ele te criou. 

E agora? Qual o próximo passo? Depende do que você quer: ser feliz ou ter razão? Se você quer ser feliz, comece aplicando essa primeira estratégia e acompanhe essa série de artigos, pois novas ferramentas eu trarei. 

Se faz sentido para você, pare agora, deixe vir na sua mente e liste outras 10 pessoas que precisam de uma luz de esperança em meio às incertezas e faça o bem compartilhando esse artigo. Assim como eu, você estará escolhendo fazer parte da solução e não do problema. 

A fé, que é a certeza das coisas que se espera, mesmo que não as veja, não é provada pelos lábios, mas sim pela atitude. Você é livre para escolher seu caminho e a história que contará de sua própria história. 

A partir de agora, quem você escolhe se tornar? Vítima ou protagonista? Ficarei feliz em saber a sua decisão e assim poderei te direcionar em um novo passo. 

Você me encontra no instagram ou no facebook @wendybuenooficial. Tenho um presente pra você lá se me chamar no Direct ou messenger. 

Se você gostou dessa estratégia, irá amar ainda mais a próxima. Até o próximo artigo!


Wendy Bueno

Master Coach Integral Sistêmico

Treinadora com mais de 1200h de treinamentos de desenvolvimento pessoal e empresarial, com mais de 6000 pessoas impactadas por seus treinamentos. Master Coaching Integral Sistêmico – Golden Belt FEBRACIS. Practitioner em PNL Avançada; Analista de Perfil Comportamental CIS ASSESSMENT; Analista Corporal e Comportamental por O Corpo Explica. Master in Business Administration (MBA), especialista em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mestrado em Ciências da Saúde pela Fiocruz. Bacharel em Enfermagem, especialista em Terapia Intensiva/ UERJ. Realizou mentorias nacionais e internacionais com grandes nomes do mercado. De concursada federal, executiva na gestão pública, à mentora de empreendedores que buscam gerar valor através de seus dons e talentos.




Rua Conceição de Monte Alegre, 107, Torre B - 10º andar
Conj. 101 B Cidade Monções
São Paulo, SP, 04563-060


2020 - Instituto Life Coaching